Skip navigation

Monthly Archives: maio 2008

Geovane Pereira

O meio ambiente é um tema de grande importância e está em destaque permanente na mídia. Questões como o aquecimento global, por exemplo, merecem toda a atenção dos veículos de comunicação, o que não acontece na prática pela maioria – apenas alguns dão os destaques merecidos ao assunto.

É fundamental para a existência de vida em nosso planeta a preservação do meio ambiente. Sobre isso não há dúvidas. Questão merecedora de todas as atenções por parte dos administradores públicos, já que eles devem representar o interesse de todos e por serem os primeiros a saberem pelos especialistas dos alertas referentes a problemas ambientais.

No entanto, o que se percebe é que o meio ambiente é visto como algo de pouca importância por muitos que ignoram os efeitos desastrosos que o planeta sofre com a destruição das matas nativas, em especial com o desmatamento da Amazônia. Essas pessoas ignoram também que a forma desordenada que a Amazônia está sendo destruída, está fazendo-nos perder enormes áreas de vegetação para dar lugar a pastos de criação de gados e cultivos de lavouras.

A imprensa tem um papel fundamental na divulgação dos problemas que envolvem a questão do aquecimento global, fato este que é impulsionado pela destruição dos recursos naturais.

Duas importantes revistas de circulação semanal em todo o país, Veja e Época, dedicaram uma edição à questão do Meio Ambiente. A revista Veja, edição número 2053, de 26 de março de 2008, teve como manchete “Especial Amazônia” e a revista Época, edição 513 de 31 de março deste ano, destacou em sua capa a “Edição Verde”. Ambas fizeram uma abordagem jornalística grandiosa que ao mesmo tempo serve de alerta sobre os efeitos negativos da destruição dos recursos naturais da Terra, bem como o possível combate, pelo menos de parte, com medidas práticas do dia-a-dia que estão ao alcance de todos.

Seguindo o mesmo modelo destas duas revistas nacionais, a TIME, uma das mais conceituadas revistas semanais dos Estados Unidos, que também já aderiu ao tema, dedicou uma edição à causa ambiental. Na edição de 28 de abril de 2008, ela alterou a cor do seu logotipo e das bordas da capa do tradicional vermelho para a cor verde.

A abordagem da Veja

A revista Veja fez uma cobertura voltada toda para a Amazônia. Abordou as questões do desmatamento, das queimadas, dos campos de soja, e falou também sobre a madeira pronta para o uso nas fábricas. Foram 22 páginas compostas por textos, fotos e gráficos divididas em seis capítulos.

Os repórteres de Veja fizeram uma apuração detalhada dos assuntos relacionados com a Amazônia, mostrando os contrastes existentes entre os incentivos do Governo Federal para o cultivo na região e a falta de fiscalização que possibilitou os agricultores desmatarem além dos 20% permitidos para cada propriedade rural.

A reportagem mostra os avanços das motosserras. Gráficos obtidos no INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), mostram que o desmatamento na Amazônia, nos últimos vinte anos corresponde a uma área maior que a da Itália.

A Veja afirmou que Governo Federal está fazendo um trabalho apenas parcial na preservação da Amazônia. Segundo a reportagem, o serviço de vigilância é feito via satélite com o que existe de mais moderno em equipamentos. São dois sistemas conhecidos como Prodes e Deter sob o controle do INPE. No entanto, todos os dados obtidos pelos equipamentos não servem para quase nada, o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente), órgão responsável pela fiscalização, dispõe apenas de 644 fiscais para toda a Amazônia. Como pode essa quantidade de fiscais dar conta de atender todos os pontos da região? Para se ter uma idéia, a revista mostra que a quantidade desses profissionais que atuam fiscalizando somente no estado de São Paulo são 2000 auxiliados por 4 hicópteros.

Existe a questão das carvoarias vegetais, que usam as madeiras desordenadamente para a produção de carvão para abastecer as siderúrgicas. Os abusos com o meio ambiente são constantes e a cada dia crescem os campos de pastagem para a criação de gados. A ganância dos fazendeiros e a falta de combate pelo Governo causam os desmatamentos na região. A matéria também esclarece que a maior parte do solo amazonense é pobre, não sendo vantajoso para a agricultura. Parece que os fazendeiros que desmatam para plantar lavouras não tiveram essa informação, enquanto isso, continuam a cada dia cometendo crimes contra o meio ambiente.

A abordagem de Época

A revista Época falou de como os hábitos diários da vida urbana podem influenciar nas questões ambientais. Um alerta das nossas atitudes na hora de comprar produtos, jogar lixo fora e até beber uma garrafinha de água mineral. Como pequenos atos interferem no processo de preservação do meio ambiente.

A reportagem começa relatando a rotina de uma consumidora consciente das suas ações. A personagem da matéria é uma dona de casa preocupada com o futuro e por isso busca comprar produtos naturais e livres de agrotóxicos. Com diversas dicas de uso conscientes desde o consumo de energia no uso do computador, aos produtos fabricados por empresas que prometem agredir menos o planeta.

A Época mostra a importância da reciclagem de plásticos, latas de alumínio e papéis. Exemplos de cidades modelos na preservação do planeta como Barcelona. Supermercados que pretendem zerar a produção de lixo em suas lojas, a exemplo do Wal-Mart, que está adotando medidas de combate ao aquecimento global.

Época faz um alerta sobre a importância do reflorestamento, citando o exemplo de empresas consciente da sua responsabilidade com o meio ambiente.

Conclusão

As revistas Época e Veja estão cumprindo suas obrigações como veículos de massa, no que se refere ao alerta da preservação dos recursos ambientais. Ambas trataram do tema dando a importância que ele merece, levantando discussão e mostrando que todos nós somos responsáveis pelas formas de uso dos recursos naturais do planeta.

Preservar a Amazônia é uma questão de sobrevivência e a revista Veja soube mostrar os prós e contras que envolvem aquele território verde.

A revista Época, que tratou dos costumes e hábitos diários que influenciam na preservação do meio ambiente, sempre vem dando destaques às questões que se relacionam com o assunto, como na edição do dia 03 de março de 2008, em que foi publicada uma matéria de cinco páginas dando exclusiva cobertura sobre a Amazônia.

Essas duas revistas estão de parabéns pelas suas formas de tratar dos assuntos que afetam a todos os seres humanos.

Fique informado sobre o Meio Ambiente acessando dos sites:

Instituto Socioambiental – www.sosicoambiental.org

Mude o Mundo – www.mudeomundo.com.br

O ECO – www.oeco.com.br

Esquecimento Global – www.esquecimentoglobal.blogspot.com

Greenpeace Brasil – www.greenpeace.org/brasil

Faça sua parte – www.verbeat.org/blogs/facaasuaparte

WWF Brasil – www.wwf.org.br

Ambiente Brasil – www.ambientebrasil.com.br

Anúncios